Blog

Como saber se um programa de fidelidade vale a pena?

12.10.2018

Como saber se um programa de fidelidade vale a pena?

Aprenda como você pode avaliar se um programa de fidelidade vale a pena a partir das vantagens que ele oferece.

Você já participa de algum programa de fidelidade? Essa é uma estratégia cada vez mais comum entre as empresas brasileiras, principalmente em alguns segmentos específicos – como cartão de crédito, passagens aéreas e restaurantes. Para o consumidor, esses programas podem significar uma boa economia de dinheiro.

Imagine que você encomende uma pizza e receba uma cartela da pizzaria informando que a décima encomendada será de graça. Esse é um ótimo exemplo de programa de fidelidade que pode levar os consumidores a comprarem mais vezes do estabelecimento – aumentando a fidelização dos seus clientes.

Mas será que um programa de fidelidade é sempre vantajoso? Descubra a seguir. 

Como funciona um programa de fidelidade?

Um programa de fidelidade pode ter várias formas de funcionamento, porém todas elas têm o mesmo objetivo: fidelizar os clientes para que eles continuem consumindo da empresa. Isso pode ser aplicado tanto por um restaurante quanto por uma companhia aérea com um programa de milhas – que permite a soma de pontos para a compra de passagens com desconto.

De forma geral, os programas de fidelidade também seguem uma mesma lógica: quanto mais o cliente compra, mais são os benefícios recebidos. É assim que funciona o programa de fidelidade do cartão de crédito, que gera pontos a cada compra realizada – permitindo a troca desses por produtos.

Quando um programa de fidelidade vale a pena?

Se você tem a possibilidade de adquirir produtos ou serviços com valores mais atrativos, o programa de fidelidade sempre vale a pena, não é? Em grande parte dos casos, sim. Porém, é preciso tomar alguns cuidados para não acabar aumentando os gastos em vez de diminui-los.

Para avaliar quando um programa de fidelidade vale a pena, analise os seguintes pontos:

Regras do programa

O primeiro passo a ser dado é avaliar as regras do programa de fidelidade. Enquanto alguns funcionam de forma muito simples – como juntar 10 adesivos para ganhar um almoço grátis -, outros podem ser mais complicados. É preciso conhecer as restrições, condições para resgatar o prêmio, prazo de validade, entre outros pontos.

Prazo de validade

Principalmente para os programas que são baseados na soma de pontos, o conhecimento do prazo de validade é fundamental. Imagine que você faça várias viagens para acumular milhas aéreas e descubra que elas expiraram antes mesmo de usá-las – perdendo todo o desconto que poderia ser obtido. Seria um grande desperdício de dinheiro, não é?

Taxa de adesão

O programa de fidelidade pode ter uma taxa de adesão para usufruir dos seus benefícios. Nesses casos, é ainda mais importante fazer uma boa análise para avaliar se compensa o pagamento dessa taxa para ter acesso aos bônus.

Compras forçadas

O maior dos problemas dos programas de fidelidade é a geração de compras forçadas apenas para ter acesso aos benefícios. Isso pode acontecer em duas situações:

  1. O cliente continua comprando da mesma empresa apenas para ter acesso aos benefícios – mesmo que essa não seja a melhor ou mais barata;
  2. O cliente compra mais do que o necessário para acelerar o ganho do seu benefício – aumentando os gastos mensais.

E você, faz parte de algum programa de fidelidade que ache vantajoso? Se você busca pelas melhores formas para lidar com o seu dinheiro, conheça o Jeitto – um aplicativo de empréstimo online na medida certa sem juros, e até a próxima!