clique
e baixe

Blog

Como gastar menos para almoçar fora de casa?

30.06.2017

Como gastar menos para almoçar fora de casa?

O mês ainda não terminou, mas o seu vale-refeição já está no fim? Veja nossas dicas para economizar na hora de almoçar fora sem passar fome.

O vale-refeição tem terminado antes do mês? Talvez seja a hora de repensar os gastos com o almoço. Comer em restaurantes, apesar de prático e gostoso, pode pesar no orçamento. Uma pesquisa realizada pelo Datafolha a pedido da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador aponta que o brasileiro gasta, em média, R$ 32,94 para realizar uma refeição fora de casa. Bastante, não é? Mas você pode diminuir muito esse valor com alguns hábitos simples. Calma, tudo isso sem passar fome! O Meu Jeitto separou algumas dicas para você economizar na hora de almoçar e não ficar com o estômago nem o bolso vazios. Confira!

No restaurante

É difícil chegar no restaurante com o estômago roncando e encarar a fila enorme do bufê com aquele cheirinho de comida que dá água na boca, não é? E a situação só piora quando chega a sua vez e você dá de cara com aquele monte de comidas deliciosas. Quase impossível não fazer um pratão. E é aí que mora o perigo! Vamos com calma, temos dicas para deixar o prato mais levinho sem passar fome e nem aperto no final do mês. Veja:

Livre ou quilo?

Muita gente acaba optando pelo bufê livre nos restaurantes. Mas será que realmente vale a pena para você? Para ter certeza, faça a experiência: vá pelo menos uma vez no quilo para comparar. Veja também se está aproveitando as vantagens do bufê livre. Se você não come a sobremesa ou toma a bebida, talvez esteja pagando mais caro por isso que fica “escondido” no preço.

De olho no prato

Sabe aquele prato enorme do restaurante? É um truque para fazer com que você coloque comida e ache que ainda é pouco, já que ele não está totalmente cheio. Não caia nessa pegadinha! Coloque os alimentos no centro do prato e não se preocupe com as bordas.

Escolha antes de servir

Sim, no horário de almoço, a fome é grande, mas controle a vontade de correr para a fila e ir direto servindo. Primeiro, dê uma olhada no que há no bufê e escolha o que vai comer naquela refeição. Se você não fizer isso, provavelmente vai servir tudo o que ver pela frente e vai acabar misturando macarrão, lasanha, feijão, maionese, batata frita e sushi. Talvez o sabor até esteja bom, mas o preço vai ficar bem salgado!

Saladas primeiro

Levinhas, as saladas fazem muito bem à saúde e ainda ajudam a controlar o exagero. Comece sempre por elas, já que vão preenchendo o prato e evitam que você acabe servindo muito quando chegar nas opções mais pesadas.

Quanto pesa sua fome?

Se você almoça todos os dias em restaurantes por quilo, já tem noção da quantidade de comida necessária para matar sua fome. Por mais que você goste muito daqueles pratos cheios de molho, controle-se e pegue somente o necessário, sem desperdício.

E a bebida?

Em alguns lugares, o preço do quilo é ótimo, mas o refrigerante ou suco é bem caro. Assim, não adianta nada controlar no prato e continuar gastando um monte na bebida, não é? Então, se puder evitá-la, melhor.

Fuja dos shoppings

Apesar de práticos, já que geralmente ficam bem perto, a comida nos centros comerciais e shoppings tende a ser mais cara. Conheça e explore a região em que você trabalha. Assim, pode comparar valores e economizar.

Programas de fidelidade? Eu quero!
Sabia que alguns restaurantes têm cartões fidelidade? Não perca a chance de reunir pontos no seu cartão e ganhe pelo menos um almoço no mês. O mesmo vale para lugares que trabalham com cupons de desconto. É uma boa ideia, não?

E levar marmita?

Que tal testar levar a comida de casa? Preparar a marmita pode sair mais em conta e também ser mais saudável. Opte por legumes da estação são, além de frescos, mais baratos. Varie para não enjoar! Não esqueça dos lanchinhos, que levados de casa podem pesar muito menos no orçamento que aquela coxinha ou sanduíche da lanchonete.

E aí, já guardou todas as dicas para gastar menos na hora do almoço? Mesmo assim, os créditos do celular terminaram ou aquela fatura de água, luz, internet ou telefone está vencendo e a grana está curta? Baixe o app Jeitto, cadastre-se e empreste R$ 150. Você só paga no próximo mês e a tarifa é pequenininha. É fácil! Precisou? Dá um Jeitto!